O GUIA DO NÔMADE DIGITAL

Introdução

Viajar o mundo, conhecer novos países, culturas e comidas. Aprender novos idiomas, conhecer pessoas e viver novas experiências. Ir de uma cidade para outra, de um pais para outro sem ter um lugar pra chamar de casa. Fazer tudo isso enquanto trabalha parece impossível, certo? Errado! Aqui lhes apresento um dos termos mais falados e buscados da atualidade: Nômade Digital. Nesse rápido Guia, vou apresentar o que é, o que fazem e como você pode ser tornar um Nômade Digital também.

Nômade, o que é?

Antes de cairmos mundo a fora, temos que entender algumas coisas sobre Nomadismo e a primeira coisa é saber o que um nômade é. Para entender isso, vamos quebrar em 2 partes: O Nômade, do Digital.

Nômade por definição é que ou o que não tem habitação fixa, que vive permanentemente mudando de lugar, ger. em busca de novas pastagens para o gado, quando se esgota aquela em que estava (diz-se de indivíduo, povo, tribo etc.) [Os nômades não se dedicam à agricultura e freq. não respeitam fronteiras nacionais na sua busca por melhores pastagens.].(google.com)

Entendendo que nômade é aquele que esta sempre se movendo, agora precisamos entender a segunda parte: o Digital.

Digital, para o nômade significa como e onde ele ganha dinheiro pra se manter. Significa que todo dinheiro gasto vem de uma forma de trabalho feita através de meios digitais, como a internet, por exemplo. Digital também significa que você pode executar esse trabalho de uma forma independente de local. Não importa se você está na Tailândia ou no sul do Chile.

 

O que fazem?

Um Nômade Digital, em sua essência, não precisa de muito para poder sobreviver. Mas mesmo não sendo muito, ainda precisam de grana para poder se manter em qualquer lugar que estejam. Existem diversas formas ganhar esse dinheiro. Partindo do ponto que estão sempre indo e vindo muitas pessoas pensam que nômades não trabalham. Mas a verdade é que nômades precisam trabalhar, mas não pode ser um trabalho qualquer. Esse tem que cumprir alguns requisitos. O principal é ser um trabalho que pode ser executado remotamente, online e independente de local. Trabalhos como Escritor, Jornalista, Desenvolvedor de Software são exemplos. Freelancers, produtores de conteúdo também são conhecidos por gerar dinheiro independente de local. Nos parágrafos abaixo vamos mostrar como isso funciona.

 

Viagem

Uma parte da vida do nômade é passada viajando. Seja de avião, ônibus ou carro, estão quase sempre em movimento. Nômades são acostumados a viajar. Mas cada viagem é diferente uma da outra. Como escolhem o próximo destino? O que temos que fazer antes de cada viagem? Como se preparar?  Onde achar acomodação e passagens baratas? Quanto tempo ficar e o que levar na mala? Essas são umas das perguntas que mais se fazem, desde iniciantes ao mais experientes.

Antes de viajar

Antes de viajar, é necessário ter atenção em alguns detalhes. Alguns mais importantes outros menos relevantes mas o que importa mesmo é estar preparado. Passaporte, vacinas e o certificado internacional (principalmente Febre Amarela, Hepatite A e B, tétano e difteria, febre tifóide, poliomielite, infecções meningocócicas, raiva), CNH e outros documentos pessoais, medicamentos e suas devidas receitas, que podem ser exigidas por alguns países devido as substancias presentes em alguns medicamentos.

Como escolher pra onde ir?

Uma das tarefas mais difíceis também é uma das mais prazerosas. Escolher o próximo destino requer muito cuidado, pesquisa e paciência. Primeira coisa que se deve fazer é pensar em que tipo de lugar, clima, língua, cultura você se interessa. Sempre é mais fácil começar por algo que somos acostumados ou temos interesse prévio e depois partir para algo mais arrojado. Segundo devemos pensar se queremos ir para algum destino internacional ou nacional. Se for um destino nacional, checar se é um turístico, como é a cultura e comida, pois o Brasil é um pais grande e uma coisa que é normal em Santa Catarina pode soar estranho em Alagoas. Se for internacional, olhamos os requerimentos para entrar em determinado pais, por exemplo, se precisa de visto e quanto tempo pode se ficar como turista.

Outra coisa muito muito muito importante é o custo de cada lugar. A maioria dos nômades tem o custo de vida como primeiro item da lista antes de viajar. Sempre avalie baseado na sua renda e rendimentos atuais. Uma pessoa que faz R$2000 por mês viveria tranquilamente no Sudeste asiático, mas pode se falar o mesmo do Reino Unido ou Estados Unidos Todos esse fatores devem ser levados em conta na hora de escolher o próximo destino.

Exemplo 1: Tenho interesse em países que não exigem visto, quero ficar 2 meses, não domino outras línguas alem do português e gostaria de um clima e comida similares a do Brasil e que tenha custo de vida baixo e seja seguro. Se avaliarmos todos esse fatores na mesa, vamos ver que Portugal seria a escolha, por ser um pais lusófono, seguro e não tão caro se comparado ao resto da Europa.

Exemplo 2: Quero conhecer culturas diferentes, provar comidas exóticas e aprender, nem que seja o básico de uma nova língua. Procuro aventuras e paisagens paradisíacas e que tenha alguma infraestrutura para que eu possa trabalhar online, então cafés e coworkings são essenciais. Gosto de conhecer pessoas e participar de comunidades e se o custo de vida for baixo, melhor ainda. Com essas condições, podemos chegar a conclusão de que algum pais do Sudeste Ssiático é o lugar perfeito pra você. Bali na Indonésia, Kuala Lumpur na Malásia, Bangkok, Ho Chi Minh no Vietnam, Chiang Mai ou Phuket na Tailândia são, provavelmente, o destino perfeito.

Tudo isso parece complicado, né? Felizmente para nós existe um serviço online que é basicamente um ponto de entrada para o mundo nômade: NomadList.com e para a lista de países onde precisamos de visto: PassportIndex.org

Como achar acomodação?

Acomodação pode ser uma das coisas mais complicadas de todas as viagens. Afinal estamos falando do local que você vai chamar de casa por um certo período. A sua acomodação depende muito do estilo de viagem que você quer ter/pode pagar. Existem desde hotéis luxuosos, passando por quartos privados até hosteis que podem custar nada mais que R$20,00 o dia. Hotéis podem ser caros e não te dar aquela sensação de fazer parte do local e hosteis são inseguros se você tiver algo valioso e/ou importante e não é confortável para longas estadias. Alugar quartos ou apartamentos parece ser a melhor solução. Apartamentos são bons por que são bem privados, geralmente são todos equipados com utensílios de cozinha, banheiro e quarto. Outro ponto positivo é a sensação de se viver como um local vive e experimentar vários estilos e arquiteturas. Apartamentos inteiros são recomendados quando se viaja em casal e com uma estadia mais longa, com mais de 1 mes. Quartos privados tem os beneficios do apartamento com o preço mais em conta. O único problema com quartos é a privacidade. Como você vai alugar uma única parte da casa/apartamento, todo o resto será compartilhado. Vale a pena ficar de olho, pois alguns quartos são na verdade suites, então pelo menos o banheiro não ser compartilhado com outras pessoas da casa/apartamento. Quartos são recomendados para pessoas que viajam sozinhas ou por um curto período de tempo, 1 mes ou menos. Com essas informações, nos podemos começar nossa busca.

AirBnB

Nós usamos principalmente um site que se chama AirBnB, onde pode-se alugar casas, apartamentos e quartos por determinado período de tempo. Esses apartamentos e casas geralmente não são comerciais, o que significa que pessoas que tem um quarto ou apartamento vazio coloquem o anuncio no site. Isso é ótimo pela experiência de viver e sentir o local como os donos. O processo é bem simples e pratico: Ao entrar no site, use a campo no campo superior esquerdo para buscar pela cidade/pais que deseja. Após essa etapa é possível pesquisar pelas datas de entrada e saída, filtrar pelo tipo de acomodação (quarto, casa/apto), numero de hospedes, preço e etc. É muito importante pesquisar bastante antes de alugar, então recomendamos brincar muito com os filtros. Digamos que você achou 2 grandes oportunidades. Como Nômades Digitais, o que devemos levar em conta? Localização, WiFi, Comodidades(Lavadora, Area de Trabalho) são umas das coisas mais importantes. Em sua pesquisa sobre melhores bairros, sempre olhe para aqueles que são considerados seguros, tem boa estrutura pra andar, restaurantes, mercados e etc.

Booking.com

Outro site bastante usado é o Booking. Apesar de ser focado em hotéis, também é possível procurar por apartamentos, quartos e hotéis. A grande variedade de opções o torna uma excelente base de comparação. Sempre vale a pena usar o Booking se estiver procurando hotéis ou apartamentos mais corporativos. Nossa experiência sempre foi boa com eles. Usamos algumas vezes quando estávamos a turismo em alguns locais. A busca é bem simples, basta acessar booking.com, utilizar a busca que geralmente fica no canto esquerdo dentro de um box amarelo, ou uma barra superior similar a do AirBnB. Tem uma enorme quantidade de filtros que nos ajudam muito na hora de pesquisar.

Alugando com locais

Se você tem paciência em negociar, uma boa ideia é sair e procurar apartamentos/quartos para alugar pelas ruas do local escolhido. Geralmente é mais barato, pois se negocia direto com o dono do lugar. É comum achar anúncios pregados nas janelas, portas, portarias e cercas, tendo você somente que ligar ou conversar com a pessoa no local. Uma pratica bem comum é alugar um AirBnB por 1 semana e usar esse tempo para procurar algo nas ruas. Essa estratégia funciona bem, mas lembre-se que todo tempo é preciso e sempre tenha um plano B caso as coisas não funcionem. Recomendo essa opção se for ficar no local 2 meses ou mais.

Como se deslocar?

Andar por ai não é fácil. Estar em movimento sempre exige um esforço e força de vontade descomunal. Seja por terra, céu ou mar, essa é a parte mais cansativa e também a mais bonita de todas as viagens. Como procurar, ver a melhor rota, decidir entre avião ou ônibus e planejar toda a sua rota. Aviões são recomendados quando você precisa se deslocar por longas distancias, com rapidez e o orçamento não é um problema. Ônibus e trem é pra quando tempo está sobrando e o dinheiro anda curto e de quebra ainda da pra aproveitar muitas paisagens. Barcos, cruzeiros, balsas, iates são pra quando tempo, dinheiro estão sobrando e você quer relaxar no mar saboreando uma brisa e um drink. Nós viajamos majoritariamente de avião, mas já pegamos trens e ônibus também. Aqui vão algumas dicas e links que podem te ajudar nessa incessante busca e que nós seguimos a risca.

MaxMilhas

Quando viajando dentro do Brasil ou pra fora, sempre usamos a MaxMilhas. A MaxMilhas faz um intermédio muito legal entre pessoas que tem milhas e não vão usar com viajantes que querem viajar mas não tem milhas. A principal vantagem é o preço. Como você deve imaginar, passagens com milhas são mais baratas mas de difícil acesso. Diferenças entre 50% e 80% do preço original são facilmente encontradas no site da Max. E o mais legal é que o site deles funciona como qualquer outro, sem nenhuma dificuldade e 100% seguro. Nós mesmo ja viajamos 18 vezes com a MaxMilhas. Para usar a MaxMilhas é bem simples, basta abrir o MaxMilhas.com.br, localizar a busca, inserir origem, destino, datas e numero de passageiros. Depois disso, eles fazem a busca em quase todas companhias do Brasil e suas parceiras e retornam os resultados listando os preços na companhia e na MaxMilhas, mostrando a diferença entre os preços. Escolha sua passagem, pague e em até 2 horas eles emitem a passagem e te enviam. Tudo bem transparente e rápido. Recomendadissimo! PS.: Serviços como Skyscanner e Voopter retornam resultados da MaxMilhas também, vale a pena dar uma olhada!

Google Flights

Infelizmente a MaxMilhas não dominou o mundo ainda, então para algumas viagens internacionais e dentro de outros países e continentes, a Max não consegue achar voos ou se acha e são muito caros. Para esses casos, sempre fazemos nossas pesquisas no Google Flights. Como pode perceber, é um serviço da Google que usa todo o poder de pesquisa da empresa em prol de melhorar sua experiência na hora de pesquisar por passagens aéreas. Vamos supor que você quer ir de Nairobi para Istambul. Uma rota um pouco incomum, certo? Como saber quais companhias fazem essa viagem? Qual o preço médio? Tudo isso o Google Flights sabe responder. Basta acessar o site, preencher os dados da pesquisa como origem, destino, datas, passageiros etc. O GF vai em quase todos os sites das companhias aéreas, agencias de viagens, sites de busca de passagens e parceiros para achar as melhores passagens. Assim que tem alguma resposta, ele te mostra, sempre listando as melhores opções avaliando entre tempo x conexões x preço, as passagens encontradas. Escolha sua passagem e você será redirecionado para o site responsável pela venda. O Google Flights age como a MaxMilhas, eles não comercializam a passagem, são apenas como um intermediário.

Kayak, Kiwi.com, e sites locais

Sempre, sempre e sempre pesquise em mais de 1 lugar. Existem diversas empresas que se esforçam muito para entregar o melhor para o usuário. Empresas como Kiwi.com, Kayak.com, SkyScanner, Voopter investem muita grana pra melhorar seus apps. Então sempre de uma olhadinha por la, pode valer a pena. Outra dica é sempre procurar por empresas locais. Elas sempre tem alguma parceria com as companhias, promoções especiais e descontos que as grandes empresas não oferecem. Alguns exemplos são: rome2rio.com (Europa), goeuro.com (Europa), tiket.com (Indonésia e SE Asiático), traveloka.com (Indonésia e SE Asiático).

Trem e Ônibus

Usamos poucas vezes, então não temos muita experiência pratica. Vou deixar alguns links de onde encontramos passagens de trem e ônibus quando precisamos. raileurope.com (Europa), Eurail.com (Europa), Intercity (Polónia e Europa).

Bônus: Viagem de ida, preciso comprar a volta?

Um dos maiores dilemas do Nomadismo Digital moderno é a passagem de volta. Requisito básico pra entrar em qualquer pais, a passagem de volta é um problema pra muita gente. Quem não quer comprar uma passagem de ida pro Canada? O problema é que, como nômades, não sabemos para onde vamos depois, ou se vamos voltar pro nosso pais natal. Comprar passagens de ida e volta podem ser um pouco fora de mão pelo preço. Uma solução é comprar passagens de volta que podem ser canceladas. American Airlines e Thai Airlines tem essa modalidade. Mas quando se viaja muito, as vezes podemos acabar esquecendo de comprar ou ate de cancelar. Para isso, temos alguns serviços online que automatizam esse processo por um preço bem justo. Um deles é o bestonwardticket.com. Nesse site você consegue reservar passagens de saída de um pais por um preço baixo, com segurança e tranquilidade. Vale ressaltar que são reservas que vão ser canceladas depois de 24 horas e que são reservas oficiais, portando não é ilegal.

Dicas

Quando viajando de avião, a primeira coisa que recomendo é sempre estar preparado para tudo. Desde peso da mala até voo cancelado, tudo pode acontecer no universo dos aeroportos e rodoviárias. Sempre tente viajar com o mínimo possível, respeitando as leis e regras de cada pais e não tente nunca fazer algo errado. Pesquise, leia, se atualize do que está acontecendo no mundo por que isso pode influenciar e muito sua viagem e estadia. Planeje bem seu tempo, por que por mais que seu voo dure 2 horas, você precisa de pelo menos 5 horas, entre deslocamento, check-in, despacho de bagagem, segurança, raio-x e embarque. Tente tirar o máximo de proveito do seu tempo no aeroporto/rodoviária fazendo algo útil. Tenha em mãos todos os documentos que você possa usar. Esteja atento aos anúncios, e por fim, tudo pode acontecer! Esteja pronta e pronto pra o que der e vier!

Trabalho

Como se manter financeiramente viajando? Como conciliar trabalho e a viagem? Como gerar renda, achar empregos, se adaptar? Essas são algumas perguntas que todo aspirante a nômade tem. Nos trabalhamos remotamente e vamos compartilhar algumas coisas que aprendemos nesse processo. Antes de começar a parte boa, vamos conversar sobre como trabalho remoto funciona e se isso é realmente pra você.

Quando falamos de trabalho remoto, a primeira imagem que nos vem na cabeça é uma pessoa trabalhando com o computador na praia, não é mesmo? Muitas pessoas pensam nisso mas esquecem que trabalhar remotamente exige muita disciplina. É muito muito muito difícil manter a disciplina quando rodeado de lugares para ir, coisas pra conhecer e outras coisas do tipo. É muito importante entender que você tem sua hora para trabalhar, resolver seus problemas e se planejar é a melhor saída sempre.

Muita gente confunde nomadismo com turismo, e quando isso acontece, é melhor juntar tudo e ir para casa. E importante esta ciente disso para se manter motivado. É complicado acordar 13.00km longe da família, casa, com muitas coisas pra fazer e geralmente trabalhando sozinho e ainda assim se manter motivado. Tente criar pequenas recompensas para pequenas metas alcançadas. Por exemplo: Se eu finalizar esse post em 2 dias, vou visitar uma local turístico no final de semana.

E acordar pela manhã e não ter um local de trabalho organizado, com tudo que você precisa pode ser onde você perde disciplina e motivação. Sempre que chegamos em algum local, a primeira ou segunda que fazemos é achar o local de cada um trabalhar. Seja uma mesa, sofá, coffee house ou coworking. É importante, para se manter produtivo e motivado, ter um local para fazer seu trabalho. E claro, sua forma de ganhar dinheiro, o computador! Ter um bom computador, fone de ouvido, smartphone, uma boa câmera e periféricos que vão ajudar você a ser produtivo.

Modalidades de trabalho

Como gerar dinheiro online? Como ser contratado? Como posso usar meu conteúdo para gerar uma renda? Posso empreender enquanto viajo? Hoje existem diversas empresas que aceitam e encorajam o trabalho remoto, blogs e canais no youtube são formas de por seu conteúdo pra trabalhar por você e o bom e velho freelance está com tudo!

Contratação

Existem diversas formas de se trabalhar remotamente e uma delas é ser contratado por um empresa que aceite você trabalhar remotamente de qualquer lugar do mundo. No Brasil, ainda se pode ser contratado no modelo CLT e PJ. Nesses modelos, é bom ter atenção nas necessidades da empresa. Algumas pedem que o funcionário se apresente de x em x dias para resolver algum problema burocrático, então é importante deixar claro com seu empregador sobre suas condições.

Para quem presta serviços para empresas do exterior se é feito através de contrato entre a empresa e o prestador de serviço. Geralmente empresas do exterior não se importam muito se voce tem CNPJ ou se vai fazer o contrato pelo seu CPF. Vale a pena você ficar de olho, pois quando se fala de recebimentos do exterior, a receita fica de olho.

Conteúdo Online

Outra forma de se trabalhar online é sendo dono do seu próprio  blog, canal no youtube, escrever um livro ou qualquer outra forma de gerar conteúdo online. Através de propagandas diretas como parcerias com empresas do mesmo ramo do seu conteúdo ou indiretas, como Google Adsense, você pode tornar seu conteúdo rentável. Você pode escrever sobre qualquer assunto, desde gastronomia e fotografia até futebol e moda. O YouTube democratizou muito a forma de se gerar renda através de contudo. Criar, crescer e amadurecer seu conteúdo pode ser difícil, mas você pode ter certeza que internet é um local democrático onde todos tem vez. Ganhar dinheiro online não é nem um pouco fácil, mas com bons conteúdos, consistência e autenticidade é possível ter uma receita que te mantenha nessa vida de nômade.

Empreender

Por que não criar seu próprio app, empresa ou produto? Empreender não é fácil e criar um negocio online sozinho enquanto viaja pode ser dolorido e nada confortável. Mas é um caminho que muitos nômades fazem hoje em dia. Sabe aquela ideia que você sempre sonhou em tirar do papel? Aquele app que resolve seu problema e você confia que ele pode ajudar outras pessoas? Então, essa pode ser sua mina de ouro. Se ainda não o fez, que tal fazer isso agora e definir pequenas metas de rentabilidade? Você não precisa ganhar milhões com ele, apenas o suficiente para pagar suas contas. Pense nisso!

Freelancing

Ser freelancer é sinal de liberdade, onde você define suas horas, seu valor e o que quer fazer. Parece sonho, não é mesmo? Errado! A vida de freelancer é muito mais complicada que isso. Insegurança de não ter um trabalho fixo, meses recebendo abaixo do esperado, brigando com clientes para receber e muitas vezes trabalhando mais do que o planejado. Ainda assim é uma das modalidades mais praticadas por nômades e pessoas autónomas hoje em dia. Sites como getninjas.com.br, upwork.com e freelancing.com são a porta de entrada de muita gente nesse mundo. Vale a pena dar uma olhada.

Investimentos, rentabilidade e etc

Se você tem aplicações financeiras que lhe rende um quantia para se manter viajando, por que não? Viajar pode lhe ensinar muito sobre finanças e ainda te dar mais tempo para investir e recuperar seu dinheiro.

Recebendo

Quando se tem alguma renda na internet, é importante saber uma forma de transformar esse dinheiro digital em dinheiro real, afinal é assim que as contas são pagas. Dependendo da forma que essa renda é gerada, a forma do pagamento muda. Geralmente empresas que te contratam como prestador pagam via wire-transfer assim como o Google Adsense (YouTube e blogs). Freelancers recebem via PayPal, TransferWise ou Cryptomoedas.

É extremamente ter uma conta bancaria que aceita transferências internacionais, com cartão internacional e boas taxas. Sempre cheque com seu banco a disponibilidade dos serviços para cada situação. Existem também iniciativas de empresas online como Revolut, Bitwage e Payoneer que visam te ajudar quando o assunto é remessas internacional.

 

Conclusão

O recado final é: Comece, faça, erre e vá com medo, mas vá! Pesquise, planeje, converse, pergunte mas nunca deixe de agir. Faça seu roteiro para os primeiros meses e depois deixa a vida te levar. Respeite seu tempo. Preste atenção as regras de cada pais, visto, vacinas. Viaje de ônibus e avião, faça as malas sempre pensando no básico. Lembre-se que é um nômade, viva como um local, deixe o turismo para o final de semana. Procure trabalho remoto, aprenda uma nova profissão. Tenha sempre sua área de trabalho onde você se sinta confortável. Explore o mundo, explore culturas e explore você mesmo. Se jogue nessa aventura e se entregue de corpo e alma, por que você nunca mais ser o mesmo ou a mesma.

Ufa! Finalmente chegamos ao final. Tenho absoluta certeza que algo ficou para trás, mas fique tranquilo, responderemos qualquer pergunta que tiverem e que não respondemos nesse post, então não deixe de comentar ou nos enviar um email com suas duvidas! Um beijo e até o proximooooo!

 

No Comment

Deixe uma resposta

Sobre Mim

Wiloke

Jéssica Oliveira

Olá, eu sou Jéssica Oliveira, natural de Minas Gerais, aqui irei compartilhar com vocês minhas experiências, meu dia-a-dia em videos, posts e fotos. Obrigado por visitar meu blog e se inscreva no meu canal.

Inscrever-se no Canal

Assinar blog por e-mail

Digite seu endereço de e-mail para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por e-mail.

Junte-se a 2.768 outros assinantes